Pão & Poesia na Terra do Sempre


DOIS MINUTOS PARA REFLEXÃO

 

Tenho muitas razões para estar feliz, fui indicado para o Prêmio Portugal Telecom, com o livro de poemas Os gestos do amor. Porém, suspendo temporariamente a alegria e peço a atenção de todos os leitores de Blogs para uma reflexão sobre a VIOLÊNCIA.

Quinta, 28, em Fortaleza, faleceu vítima de vários golpes de faca, o professor, poeta e menino grande, Sandoval Teixeira Pinheiro.

Um dos fundadores do Folhetim Literário Acauã, era uma das figuras mais alegres e amigas que este mundo não está sabendo acolher.

Foi vítima da intolerância, da arrogância e da bossalidade de um desses “metido a macho” que se disfarçam de “pitboys”, de “policiais”, de “autoridades” e de pessoas que agem por arrogância sem o menor respeito pelo bem maior de todos nós: a vida.

Era poeta e um professor aposentado precocemente pela inabilidade de reproduzir um ensino caduco. Eu e o escritor Rinaldo de Fernandes convivemos com ele durante muito tempo na Faculdade de Letras da UFC e nos arredores da poesia, em bares de Fortaleza.

Estamos chocados. Uma tristeza que vai durar, bem sabemos. Mas as nossas lágrimas não nos impedirão de lutar por um mundo mais fraterno.

Não serei cobrado por minhas filhas, no futuro, de omissão histórica por ser conivente com qualquer tipo de violência.

A violência está cada vez mais perto de nós, rondando as casas, atocaiando nossos filhos, pais, irmãos, amigos.

Escutem o coração dos poetas. Há desejos e utopias que libertam. Mas há o medo e a dor espreitando nossos sonhos.

Que as portas da Pasárgada estejam escancaradas para te receber, amigo-irmão Sandoval.

 

Love and Peace!

Amour, Toujours Amour!

Amore, Piú Amore!

Du Lieb Himmel!

Paz e Amor!

Amor, Sempre Amor!

Amor, Mais Amor!

Pelo Amor de Deus!

 

Carlos Gildemar Pontes



Escrito por Gildemar Pontes às 23h09
[   ] [ envie esta mensagem ]




Nocturnal Journey by Marion Herrmann

 

HAI QUAiS?

 

quando a lua se apartar da noite

eu volto para os teus braços

ébrio de luar

 

II

 

para Olga Savary

 

incompreendes o mundo

teus olhos fundos

choram sonhos mudos

 

Carlos Gildemar Pontes



Escrito por Gildemar Pontes às 23h21
[   ] [ envie esta mensagem ]




O GESTO DOS CAMINHOS

 

caminhos são vinhos

que precisam envelhecer

à parte

a arte repete

o gesto dos sapatos

a cada alvorecer.

The Master Vine. Amy Stark / Stark Designs

The Master Vine.© Amy Stark

 

FAROL

 

o farol circula na noite

tentando acender a escuridão

inútil: as estrelas já tentam da imensidão.

 

Carlos Gildemar Pontes



Escrito por Gildemar Pontes às 14h49
[   ] [ envie esta mensagem ]




Este poema é dedicado à memória do poeta Lúcio Lins, falecido sábado, 16, em João Pessoa.

                  

                    EMBARCAÇÃO

 

                                   A Lúcio Lins

 

            um barco no mar

            eu na vida

            um barco a vagar

            eu vivendo

            silêncio no mar

            naveguei

            no barco do mar que sonhei.

 

            Carlos Gildemar Pontes 

http://www.portalartes.com.br/lume/



Escrito por Gildemar Pontes às 14h34
[   ] [ envie esta mensagem ]




OS MEUS OLHOS

 

os meus olhos estão cheios de poeira

os meus olhos estão cheios de futuro

os meus olhos estão cheios de olheiras

os meus olhos estão cheios de absurdo

 

há nos meus olhos sinais de trânsito

há nos meus olhos verdades insanas

há nos meus olhos cristais de lua

há nos meus olhos saudades tuas

Stuck in a Bubble by Kelly Munce (Donor)

 

 

APRENDIZAGEM

 

o pássaro que veio fazer seu ninho

no tamarineiro do fundo do meu quintal

me ensinou que o amor aos 9 anos

veio com muitas sardas

no pequenino rosto de Milena

 

Carlos Gildemar Pontes 



Escrito por Gildemar Pontes às 18h22
[   ] [ envie esta mensagem ]


[ ver mensagens anteriores ]


 
Meu perfil
BRASIL, Nordeste, FORTALEZA, Homem, de 46 a 55 anos, Portuguese, French, Livros, Esportes, Karate
Histórico
  Ver mensagens anteriores

Outros sites
  Revista Agulha
  Leontino Filho
  Arte Jovem
  Meu outro Blog
  Chico Buarque
  Sônia van Dijck
  SS Tânia Mulher
  Fortaleza Esporte Clube
  Adriana Zapparoli
  Touché
  Mario Cezar
  Linaldo Guedes
  Valéria Poética
  Louise Tommasi
  Loba
  Maísa Pupila
  Maria Borges
  Dora Vilvela
  Queima Bucha
  Carolina de Loar
  Usina das Palavras
  Ivinho
  Márcia Maia
  Garganta da Serpente
  Cadeira de Balanço
  Dira
  Rafaella Souza
  Rafaela Dantas
  Maria Odila
  Alcilene
  Zany
  Assis Dantas
  Alex